Liturgia do dia

1ª Leitura: Tg 4,1-10

Salmo: Sl 54,7-8. 9-10a. 10b-11a. 23 (R. 23a)

Evangelho: Mc 9,30-37

Santo do dia

SANTO DO DIA 22 DE MAIO

Santa Rita de Cássia

Próximo evento

16 Jun

Escalada Junina em POÇO DAS TRINCHEIRAS

MISSA DE ENCERRAMENTO DO XII CCC DO SETOR SANTANA


Durante os dias 20, 21 e 22 de abril, aconteceu o XII CCC (Caminhada Comunitária com Cristo) do Setor Santana, que teve como temática o versículo bíblico: “Endireita teu coração e sê constante” (Eclesiástico 2,1-13). Neste mais de 60 jovens vindos de diversas cidades (Santana, Senador Rui Palmeira, Olho d’água, Olivença, Poço das Trincheiras e Dois Riachos) estiveram presentes. Assim, no último dia, aconteceu a Missa de encerramento, que corou esse momento tão ímpar.

Nesta celebração Eucarística esteve presente o padre Clejean e o diácono Tácito. Além disso, a liturgia diária nos convidou a refletir sobre o bom pastor, que é o próprio Cristo. Para isso, a primeira leitura foi extraída dos Atos dos Apóstolos e a segunda da Primeira Carta de São João. Já o evangelho é narrado por São João.

Durante a homilia, o diácono Tácito exortou-nos a respeito de alguns personagens bíblicos que foram instrumentos de Deus para conduzir o povo judaico em certos momentos. Neste sentido, citou exemplos como Davi, que seguiu a vontade do Senhor em dadas situações. Mas, permitiu-se ser levado pela prostituição, esquecendo, desse modo, como ser um bom pastor.

Cristo, entretanto, diferencia-se de todos os que o antecederam. Ele, mais do que qualquer outro, foi, de fato, um bom pastor. Jesus, por muito amar suas ovelhas, foi capaz de dar sua própria vida por elas. Por conseguinte, transformou um ato, aparentemente, violento, como a crucificação, em prova viva do seu amor pela humanidade. Cristo é um bom pastor, porque, diferente do mercenário, conhece o íntimo de cada membro do seu rebanho. Ele, também, não os abandona por nenhum instante e se preocupa como aquilo que somos e sentimos.

Cristo se faz oferta por nós, nos toca primeiro, para podermos tocá-Lo. O pastor verdadeiro deixa-se ser conhecido por suas ovelhas, anseia estar próximo delas. Consequentemente, somos chamados a conhecê-Lo e, portanto, amá-Lo. Afinal, só amamos quem conhecemos. A partir do momento que nos envolvemos com esse amor, somos convidados a servi-Lo e levar o evangelho para todos que o necessitam. Isso não se restringe apenas ao que os lábios proclamam, mas também aquilo que a nossa própria vida expressa em atos.

Essa, portanto, é a proposta do movimento CCC, ser as mãos do pastor. Assim, como cristãos, os cccistas, ainda, são chamados a resgatar aqueles peixes que estão fora da rede e aqueles que dentro da rede anseiam voltar ao mar.

Ao final, aconteceu a tradicional apresentação do CCC com os novos membros do movimento. Para tal, a música “Inflama-me” abraçou o ambiente.

 

REDAÇÃO
PASCOM SÃO CRISTÓVÃO


Nenhum comentário até o momento

Deixe o seu comentário!